Navegador

Boletim de Numerologia

Nome

Mail



Banner Numerologia com Anna Marya Schneider








 


 

Página Inicial Adiciona aos Favoritos Fale Conosco
Numerologia 2000 - Página Pessoal de Anna Marya Schneider
 

Negócios Regidos por Números e Astros

[continuação]

     Mapa astral pode garantir emprego

     Bem mais conhecida que a numerologia — e pagando pela popularidade com a distorção de seu significado a astrologia também é cada vez mais valorizada. Mas ainda assim, são poucos os empresários gaúchos que admitem que os astros têm influenciado negócios e contratações de pessoal. “Aqui, ainda há muita resistência e preconceito”, afirma a astróloga Lourdes Maria Dagostini, comparando o Estado com o Rio de Janeiro e São Paulo. Há dez anos no ramo, ela tem uma clientela que passa de mil pessoas físicas, contra apenas três jurídicas.

     Assim como a data de nascimento de uma pessoa, o dia em que um empreendimento passou a existir permite a elaboração de seu mapa astral. A chamada carta astrológica natal é o guia que mostra um caminho já traçado. E como uma fotografia do céu, que revela exatamente como ele se encontrava no momento, hora e lugar de um nascimento. “Esse retrato da posição dos astros simboliza a missão de uma pessoa ou negócio que passou a existir naquele instante. E isso que possibilita as previsões”, explica Lourdes.

     A astróloga esclarece que o conhecimento da carta astrológica permite avaliar se um indivíduo, produto ou serviço está cumprindo seu desígnio naturalmente. “Todos somos pré-destinados, mas nada na astrologia é cegamente determinante. Acima de qualquer coisa, existe o livre-arbítrio”, ressalva. Portanto, o mapa indica apenas potencialidades, como capacidade de superar obstáculos, de criar, de reagir. “Analisando um produto que está tendo pouca aceitação, por exemplo, é possível avaliar se ele está ou não em consonância com seu desígnio e, então, propor mudanças”, exemplifica.

     Em algumas empresas, a astrologia é utilizada como mecanismo de recrutamento de pessoal e aproveitamento dos funcionários de acordo com suas potencialidades. A avaliação do mapa astral de candidatos a vagas é, muitas vezes, o último detalhe que determina se A ou B será contratado. “A carta astrológica re­vela características que indicam maior ou menor aptidão para determinadas funções”, garante Lourdes.


     O sucesso buscado na troca de nome


     A busca de orientação numerológica para mudanças em nomes próprios e para escolha de nomes para bebês são cada vez mais comuns. No caso dos recém-nascidos, os pais querem batizar os filhos com nomes que estejam de acordo com a energia que desejam para eles. Personalidades famosas, como Sandra de Sá (antes Sandra Sá), Marina Lima (Marina) e Jorge Ben Jor (Jorge Ben), ajudaram a popularizar a numerologia. Conforme Anna, modificações radicais raramente são sugeridas, até para evitar problemas com a legislação.

     O artigo 58 da lei 6015/78 diz que o prenome é mutável apenas quando expõe uma pessoa ao ridículo, sendo que a alteração poderá ser solicitada somente no primeiro ano apos a maioridade civil. Na falta de algum patronímico (sobrenome de algum antepassado), é permitida sua inclusão. Esse recurso é bastante usado pela numerologia para que se possa adaptar melhor o nome à pessoa. Já a lei 9708/98 prevê também a possibilidade de que pessoas com nomes artísticos ou outros prenomes conhecidos publicamente possam juntá-los aos seus nomes originais. É o caso, por exemplo, da apresentadora Xuxa.

     NOVO CAMINHO - "O nome é uma programação de vida. É claro que não se pode mudar essa estrada definida pela data de nascimento e pelo registro de batismo, mas dá para melhorar o caminho. E como uma plástica. que não altera a idade, mas a aparência". compara Anna. Segundo a numerologia, a maneira como a pessoa se revela através da assinatura também deve ser considerada. Assim, embasada em noções de grafologia, grande parte das modificações de nomenclatura que ela propõe se limitam à introdução ou supressão de fonemas e à forma de grafá-los.

     A dona de casa Elvani Flores Schneider, de 36 anos, não deu ouvidos à numerologia quando seu primeiro filho nasceu. Decidida a registrá-lo como Felipe, ela e a família desconsideraram os conselhos da cunhada Anna - na época, se iniciando na ciência dos números -, que constatou que o nome do sobrinho equivalia a um número caracterizador de doenças raras. “Aos 3 anos, ele teve uma enfermidade grave e quase morreu. Aí, recordei o antigo alerta”, conta Anna. Depois disso, Elvani teve problemas com o marido. Os dois estavam separados quando ela resolveu trocar sua assinatura, que lhe trazia problemas afetivos. “Ele também modificou sua maneira de assinar, e hoje estamos novamente juntos, e muito bem”, diz Elvani. 
 

 
 

  Retroceder Topo

Reportagem Publicada pelo Jornal ABC, em 25 de abril 1999

Proibida a reprodução desta reportagem sem autorização de seu autor


[Página 3/3]

 
     
 


Numerologia 2000   Copyright © 2000 - 2017   Todos Direitos Reservados
Pressione a tecla F11 para uma melhor visualização
Se você tiver algum problema de navegação, clique aqui para ver o Mapa do Site.