Navegador

Boletim de Numerologia

Nome

Mail



Banner Numerologia com Anna Marya Schneider








 


 

Página Inicial Adiciona aos Favoritos Fale Conosco
Numerologia 2000 - Página Pessoal de Anna Marya Schneider
 

Uma Mãozinha ao Destino

"O Nome / Anna Marya Schneider"
 

Anna Marya Schneider, 61 anos, nasceu Ana Maria. E basta conhecer a atividade dela para entender a razão da mudança no nome: Anna é numeróloga.

Aos leigos, a explicação: a numerologia estuda supostos significados dos números. Os que a ela se dedicam acreditam que cada letra corresponde  a um número. A combinação dos algarismos resulta e um valor final que revela características e tendências regentes sobre quem carrega determinada alcunha. Trocar ou substituir letras do próprio nome não deixa de ser uma espécie de manobra para controlar o destino. A eficácia da estratégia é assegurada por especialistas como Anna.

Ela conta que nem sempre o argumento lhe fez sentido. Nascida e criada no Cristo Redentor, onde vive até hoje, vem de uma família de seis filhos. Estudou Administração de Empresas na Faculdade São Judas Tadeu, foi representante comercial e dona de lojas. Uma mulher de negócios, não adepta ao esoterismo.

No final da década de 1980, ela conheceu as cartas ciganas por intermédio de uma amiga, e sua racionalidade cedeu à sedução dos arquétipos. Anna passou a brincar de interpretar signos do baralho e interessou-se pelo tarô. Fez cursos, aperfeiçoou-se.

- Mas sempre desacreditando um pouco – pondera.



 

Mãe de dois filhos, chegou a vender malhas e bijuterias. Foi nos idos de 1990 que sua sorte virou: a taróloga iniciante recebeu o convite de uma jornalista para participar de um programa de televisão. Em um quadro semanal, Anna revelava, ao vivo, as predições do baralho para espectadores em crise com o destino. 

A atração durou apenas três meses, mas a fama de Anna perenizou-se. As dúvidas quanto ao misticismo desapareceram. A essas alturas, o tarô já havia tomado conta de seu tempo e despontava como negócio rentável. A numerologia, a qual ela se dedica exclusivamente hoje, surgiu na história da ex-vendedora poucos anos depois:

- Eu fui estudar numerologia para contra-argumentar meus amigos que acreditavam. Sou muito pé no chão – garante.

Mas o feitiço virou contra o feiticeiro.

Atualmente, no escritório na Avenida Assis Brasil, Anna se envaidece da clientela: casais “grávidos”, ansiosos para registrar em cartório a sina prodigiosa dos filhos, empresários empenhados em garantir a prosperidade dos negócios e, até mesmo políticos em busca da combinação numérica capaz de assegurar a eleição. Sentada em frente à escrivaninha, a numeróloga conta ter clientes que a procuram há mais de 10  anos. A parece atrás da mesa é coberta de recortes de jornais e revistas com entrevistas concedidas por ela – há pelo menos 60 páginas na parede da sala de trabalho.

Espalhadas sobre a mesa, pedras semipreciosas dividem espaço com velas, imagens místicas e uma série de outras tantas quinquilharias esotéricas.

- As pessoas para me agradar, me dão de presente, mas eu não acredito em tudo não, apesar de estar aberta a todas as crenças  - explica Anna, que também é espírita.

Sobre a numerologia, arremata:

- Não existe número da sorte. Existe o número de cada um, que pode ser usado em nosso favor. Não tem como provar, essas coisas são difíceis de explicar. 

 

 
 

  Topo

Reportagem Publicada no jornal Zero Hora, 24/03/2011


Proibida a reprodução desta reportagem sem autorização de seu autor
 

 
     
 


Numerologia 2000   Copyright © 2000 - 2017   Todos Direitos Reservados
Pressione a tecla F11 para uma melhor visualização
Se você tiver algum problema de navegação, clique aqui para ver o Mapa do Site.